31/07/13 Saúde , Treinamentos # , ,

Obesidade e Exercício Físico

Obesidade e Exercício Físico

Algumas pessoas tem me questionado sobre suas limitações quanto a prática de exercícios físicos para obesos e quem é obeso, afirmando que é impossível indivíduos com grande massa corporal fazer exercícios. Sendo assim, respondo que é possível desde que observadas as características peculiares deste individuo e os fatores limitantes que irão determinar a modalidade, o volume e a intensidade do treinamento de acordo com a avaliação médica e funcional feita por um Médico e um profissional de Educação Física respectivamente. No que tange a prática de exercícios físicos, (CIOLAC et al.) sugerem o seguinte:

A prática regular de atividade física tem sido recomendada para a prevenção e reabilitação de doenças cardiovasculares e outras doenças crônicas por diferentes associações de saúde no mundo, como o American College of Sports Medicine, Disease Control and Prevention, a American Heart Association, o National Institutes of Health, o US Surgeon General, a Sociedade Brasileira de Cardiologia, entre outras. Estudos epidemiológicos têm demonstrado relação direta entre inatividade física e a presença de múltiplos fatores de risco como os encontrados na síndrome metabólica. Entretanto, tem sido demonstrado que a prática regular de exercício físico apresenta efeitos benéficos na prevenção e tratamento da hipertensão arterial, resistência à insulina, diabetes, dislipidemia e obesidade. Com isso, o condicionamento físico deve ser estimulado para todos, pessoas saudáveis e com múltiplos fatores de risco, desde que sejam capazes de participar de um programa de treinamento físico. Assim como a terapêutica clínica cuida de manter a função dos órgãos, a atividade física promove adaptações fisiológicas favoráveis, resultando em melhora da qualidade de vida. (CIOLAC et al, 2004).

Portanto, não só obesos, mas qualquer pessoa com outros fatores de risco ou problemas de saúde. Segundo Castro e Araújo (2000), em alguns casos patológicos de acordo com o nível do paciente, é necessário a prática de exercícios sob supervisão médica como o caso de cardiopatas.

De acordo com o National Institutes of Health (NIH, 1998), são considerados obesos, as pessoas que aumentam o tecido adiposo numa quantidade capaz de afetar a saúde física e psicológico. Destarte, Embora, a visibilidade nos casos de obesidade seja mais comum, depreende-se com isto que não é necessário estar visível a massa gorda, mas ter uma quantidade de gordura considerável para obesidade conforme os parâmetros para sexo e idade da pessoa ou outros valores indicativos de massa corpórea como IMC, e outros métodos mais fidedignos para mensurar a massa corporal como a DEXA, Ressonância Magnética e Ecografia.

DE CASTRO, C.L.B; DE ARAÚJO, C.G.S. Princípios da prescrição do exercício físico e critérios para realização sob supervisão médica. Rev SOCERJ Vol XIII, Rio de Janeiro, 2000. 4:42-44.
CIOLAC, G.E; GUIMARÃES, G.V. Exercício físico e síndrome metabólica. Rev Bras Med Esporte Vol. 10, São Paulo, 2004, 4:319-324.
NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH. Clinical Guidelines on the Identification, Evaluation, and Treatment of Overweight and Obesity in Adults. 1998.

0 likes no responses